segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

DA IRLANDA PARA O MUNDO

O sapateado do Lord of the dance e Grandes nomes
Por: Renata Görgen
Assista o vídeo: http://br.youtube.com/watch?v=9bQnF4QVruw

O grande sucesso mundial do espetáculo Riverdance, o mais recente da companhia Lord Of the Dance colocou a dança Irlandesa no cenário internacional. Escolas de dança na Irlanda hoje estão cheias de estudantes querendo imitar e aprender os estilos de dança de Jean Butler e Michael Flatley que alcançaram sucesso internacional, cabe salientar que tais performances apresentam somente uma das formas da dança Irlandesa. Atualmente existem várias oportunidades de assistir e apreciar a dança Irlandesa. No Brasil, como no restante do mundo, vêm crescendo o interesse pelo Sapateado.
O sapateado se destaca nos Estados Unidos por ter sido criado no país. Não há índices de popularidade tão relevantes em outros países. Em Londres, há um interesse grande pelo sapateado, mas a maioria de seus professores são importados da América do Norte. Além dos EUA, o único outro país que tem o sapateado como cultura nativa é a Irlanda. Têm grupos até muito populares como o Lord of the Dance, que em seus espetáculos misturam sapateado irlandês, música e danças celtas.
Anteriormente, o estilo do Sapateado Irlandês dava ênfase a uma forma fechada, pernas mantidas próximas, sem chutes largos com pequenas voltas ou sem voltas, e obviamente sem deslocamento. O “Irish Jig” (Gingado Irlandês) exigia, então, de seus bailarinos um rápido e complexo trabalho dos pés, com os braços próximos ao tronco. Este estilo preferido para competições de Step-Dancing mudou em meados dos anos 50 e 60, quando foram acrescentados os “traveling steps”, circular “lead-in’s”, “sevens-and-threes”, imprimindo característica de um estilo moderno de step-dance.

Hoje existem muitas organizações promovendo a dança Irlandesa, parte importante da cultura rural dos Irlandeses. Crianças, adolescentes e adultos competem em eventos de dança que podem ser entre grupos ou individuais.
Bianca Tessa, 24 anos, professora de sapateado há três anos, acredita que "o Brasil vem se desenvolvendo cada vez mais no sapateado , importamos e exportamos profissionais quase que como um intercâmbio! Várias vezes ao ano acontecem encontros sobre sapateado com workshops(pequenos cursos de um ou dois dias) com renomados sapateadores americanos". Hoje em dia há várias companhias de sapateado como a Orquestra Brasileira de Sapateado, que irá estrear espetáculo no primeiro semestre; Cia Claquetes (Cintia Martin), Cia Steven Harper ( Steven Harper) dentre outros profissionais.

História do Sapateado
Muito se fala sobre a história do sapateado, mas sua origem é o fato que causa alguns desencontros, justamente por parecer ter originado de vários lugares. A hipótese mais provável nos leva ao século V na Irlanda, onde os camponeses que usavam sapatos com solado de madeira para aquecer os pés, começaram a brincar com os sons que esse sapato fazia. Criavam diversos ritmos, originando uma dança conhecida como Irish Jig.

Já na Inglaterra, durante a Revolução Industrial, os operários usavam sapatos de madeira para se protegerem do chão muito quente das fábricas. Nos intervalos de trabalho, os operários ingleses se divertiam com os sons produzidos por aquele sapato, criando uma nova dança chamada Lancashire Clog. Mais tarde os tamancos de madeira foram substituídos por medas de cobre presas a sapatos de couro.

Outra influência também muito forte, veio das danças africanas, que eram feitas pelos escravos em suas poucas horas de lazer. Alguns senhores feudais admiravam essas danças que uniam o trabalho dos pés descalços a movimentos do corpo, e usavam seus escravos para seu próprio entretenimento.
Entre os anos de 1909 e 1920, vários estilos musicais e de dança foram criados nos EUA como o “FOX TROT” e o “TUKEY TROT”, por exemplo. E com a chegada dos africanos e europeus na América do Norte, essa fusão de informações se uniu ao estilo musical americano que estava em alta, então começaram a surgir os sapatos com chapinhas de metal nas solas.

O Sapateado Americano se consolidou realmente no início da década de 20, quando foi criado o espetáculo “Shuffle Along”, onde 16 bailarinas executavam a mesma coreografia dando origem ao chamado “chorus line” e revolucionando os palcos da Broadway.
Desde então, até meados dos anos 40 o sapateado ploriferou como uma febre nos Estados Unidos, espetáculos de Vaudeville, musicais da Broadway, casas de shows, clubes de jazz, em fim, estava por toda parte, até nas ruas e esquinas de New Orleans ou do Harlem. O sapateado conquistou até mesmo as telas do cinema, dando origem a era dos grandes musicais e tendo como protagonistas os grandes mestres: Fred Astaire, Ginger Rogers, Gene Kelly, Ann Muller, entre outros, a partir de 1933.


O Sapateado no Brasil

"O Sapateado Americano descende de várias culturas e estilos musicais. No caso do Brasil, pode-se dizer que ele sofre influências da nossa música por ser muito rica. Somos um povo com a criatividade à flor da pele e conseguimos compor ritmos unindo duas culturas completamente diferentes e muito fortes em cada contexto.
Sabemos também respeitar sua origem. Da mesma forma que, com tantas influências, conseguiu se incorporar à música jazz tornado-se tão genuinamente americano quanto; podemos sapatear nosso samba como se essa arte tivesse nascido aqui, com todo o respeito", afirma Gisella Martins, praticante e professora de sapateado.



GRANDES NOMES

Bill "Bojangles" Robinson (1878 - 1947)

Bojangles foi o marco na história do sapateado, foi o primeiro a "levantar" o sapateado na meia ponta, ou com os calcanhares fora do chão . Antes dele, só se sapateava com os pés inteiros no chão, revolucionando essa dança a partir de 1910 até os anos 40. Ele dançou um número com escadas que ficou sendo sua marca registrada. Ele foi o primeiro negro a conseguir um papel principal na Broadway. Em 1932 fez sua entrada no cinema com Shirley Temple de apenas 6 anos de idade. Ele trouxe leveza, clareza de sons e ritmos ainda desconhecidos. Tudo isso contribuiu para que o dia 25 de maio , data de seu aniversário, fosse comemorado o Dia Internacional do Sapateado; data oficializada pelo Congresso americano para que assim " Bojangles" fosse uma referência para todos os sapateadores.



Fred Astaire ( 1889 - 1987)
Sapateador genial, conseguiu trazer muitos elementos da dança e tinha um porte inconfundível e muita técnica de sapateado. Com seu perfeccionismo trouxe muita contribuição para Hollywood. Nos números de dança ele exigia que se filmasse o corpo inteiro para que eles fossem muito melhor apreciados. Suas coreografias jamais eram repetidas em um mesmo filme, por isso vemos Fred dançando no teto de um quarto, com baquetas de bateria, com um cabideiro, com bengala... e sempre inconfundível pela sua elegância e porte de gentleman.
Fique conhecendo melhor Fred Astaire e seu sapateado nos filmes :
* O Picolino ( 1935) - com Fred Artaire e Ginger Rogers
* Desfile de Páscoa ( 1948) - com Fred Astaire e Ann Miller
* Nasci para Bailar (1950) - com Fred Astaire
* Núpcias Reais ( 1951) - com Fred Astaire










Gene Kelly (1912-1996)
Eugene Curran Kelly, com nome artístico de Gene kelly participou ativamente da história cinematográfica mundial como sapateador e dançarino em mais de 50 filmes. Além disso foi também coreógrafo, produtor, diretor e co-diretor de outros diversos outros filmes.
Fez personagens e cenas inesquecíveis. Atuou e sapateou de todas as formas: com lata nos pés, de patins, com jornal, com sua própria imagem refletida , de marinheiro, na chuva, sozinho e acompanhado de grandes nomes do cinema mundias e do tapdancing. Todas são grandes cenas para os amantes dessa arte tão envolvente do sapateado!
Confira mais de Gene Kelly nos filmes disponíveis nas melhores locadoras:
* Um Dia em Nova Iorque ( On the Town ) 1949 - Com Gene Kelly , Ann Miller e Vera Ellen
* Marujos do Amor - 1945 - Com Gene Kelly
* Sinfonia de Paris ( An American in Paris ) - 1951 -com Gene Kelly
* Adorável Pecadora 1960 - com Gene Kelly
* Cantando na Chuva ( Singing In The Rain ) - 1952 - com GeneKelly Donald O`Connor


Eleanor Powell (1912-1982)

Sem dúvida foi a melhor e maior sapateadora dos anos 30. Tinha muita beleza e talento, somado a sua técnica de sapateado e de giros. Foi estrela de filmes ao lado de outros grandes nomes do sapateado e com performances solo.
Era uma sapateadora clássica, bailarina, atriz e se tornou muito conhecida pela sua precisão, ritmo, exuberância , elegância e graça.
Não deixe de conferir o trabalho de Eleonor Powell nos filmes :
* Born to Dance (Nasci para Bailar)1936 - MGM
* Broadway Melody of 1940 ( Melodia da Broadway de 1940) - 1940 - MGM -Eleonor Powell, Fred Astaire e George Murphy

Fontes: Site "História dos ritmos"

2 comentários:

CresceNet disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my site, it is about the CresceNet, I hope you enjoy. The address is http://www.provedorcrescenet.com . A hug.

Smartphone disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Smartphone, I hope you enjoy. The address is http://smartphone-brasil.blogspot.com. A hug.